O Mirante da Montanha

Quando resolvi escrever O MIRANTE DA MONTANHA, eu tinha muita vontade de retratar o cotidiano das pessoas na faixa de 40 anos, que enfrentaram o desafio de buscar o crescimento e conseguir realizar seus sonhos. Observe que em 1980 (mais ou menos a época que o livro retrata), o Brasil contava com uma população de 120 milhões de habitantes, dos quais apenas 30 milhões viviam nas capitais. Mais de 90 milhões de brasileiros vivam em cidades médias, pequenas ou na zona rural. Carentes de oportunidades, às vezes enfrentando a pobreza e a discriminação, essa gente lutava bravamente para ter o direito às oportunidades e à melhoria de suas condições de vida.

Muitas perguntam se essa história retrata uma parte da minha vida. Respondo sem medo errar, que a história de O MIRANTE DE MONTANHA, fala da vida de qualquer um de nós que teve dificuldades, lutou para vencer e atingiu o objetivo. Também fala de pessoas que não tiveram tanta sorte, apesar de todos os esforços dispendidos. O livro fala ainda dos romances e dos amores tantas vezes sufocados por preconceitos e valores pré-definidos. Quantos de nós não vivemos parte dessa história, ou menos, conhecemos alguém que a viveu.

Para você que leu, para você que ainda vai ler, comente o que achou e fale sobre suas reflexões a cerca desse livro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *